conheça a bom pastor

Tratamento gratuito para a recuperação de pessoas portadoras de dependência química (álcool e drogas).

quem somos?

A Comunidade Terapêutica Bom Pastor é uma entidade sem fins lucrativos que oferece tratamento gratuito para a recuperação de pessoas portadoras de dependência química (álcool e drogas). Com sede administrativa na cidade de Ouro Branco, a instituição mantém uma Unidade de Tratamento e Recuperação na área rural de Conselheiro Lafaiete, onde recebe indivíduos que queiram se recuperar em um modelo de tratamento residencial e em regime de abrigo voluntário e temporário.

A Bom Pastor tem hoje capacidade para atender 30 pessoas do sexo masculino, acima de 18 anos, que tenham sido previamente diagnosticadas com algum tipo de dependência química. Desde sua inauguração em 1999, a entidade já ofereceu avaliação, aconselhamento e encaminhamento à 2511 pessoas e internou 1356, das quais 476 completaram totalmente o Programa de Tratamento. A entrada na entidade é permitida apenas de forma voluntária e o abrigado tem total liberdade para deixar a instituição quando não quiser mais dar continuidade ao tratamento.

pessoas atendidas

pessoas internadas

completaram o programa totalmente

Contando com profissionais qualificados e um ambiente amoroso, o objetivo da Bom Pastor é ajudar o dependente químico a se tornar uma pessoa livre através da mudança do estilo de vida, ser capaz de realizar um projeto pessoal construtivo e de aprender a estar bem consigo mesmo e com a sociedade. A Bom Pastor oferece ainda apoio às famílias, que também sofrem com o vício.

como funciona?

Ao procurarem a Bom Pastor, as pessoas que tem desejo de se recuperar são avaliadas e aconselhadas por profissionais qualificados sobre quais são as melhores opções de tratamento disponíveis especificamente para seu caso. Quando o atendido e a Bom Pastor avaliam juntos não ser necessária a internação, esse é aconselhado e encaminhado para outros serviços de atendimento especializado. Quando há o desejo e a necessidade real de recuperação em regime de abrigo, a entidade oferece um programa que tem duração de seis meses e, após esse período, os atendidos participam de um processo de pós-tratamento com reuniões mensais durante seis a dez meses. Todo o Programa tem abordagem cognitiva-comportamental para prevenção de recaídas e é baseado na abstinência total e nos doze passos dos Alcoólicos Anônimos.

Por meio de diversos instrumentos terapêuticos como grupos de convivência, oficinas de arte e música, atividades esportivas e de promoção de aprendizagem, busca-se proporcionar ao final do Programa a reinserção social, familiar e profissional do abrigado. A metodologia e o Programa Terapêutico da Comunidade são referência para o tratamento com dependentes químicos no estado de Minas Gerais.

missão

Oferecer um serviço de excelência na região voltado para o tratamento e recuperação de pessoas portadoras de dependência química, assegurando a captação de recursos necessários para manter uma instalação moderna, confiável e humana.

visão

Ser reconhecida pela excelência na prestação de serviços de tratamento e recuperação de pessoas portadoras de dependência química (álcool e drogas).

valores

  • SERIEDADE com todos os públicos
  • RESPEITO à dignidade humana
  • SEGURANÇA no ambiente de trabalho
  • PESSOAS comprometidas e realizadas
  • QUALIDADE em tudo que faz
  • CRESCIMENTO sustentável
histórico

No ano de 1996, a comunidade de Ouro Branco definiu como prioridade a construção de uma casa de recuperação de dependentes químicos, tendo em vista inúmeros casos de dependência na cidade e na região. O Arcebispo de Mariana, Dom Luciano Mendes de Almeida, ficou sensibilizado com o assunto e solicitou à Açominas (hoje, Gerdau) a doação de um terreno. Esta atendeu ao pedido e cedeu uma fazenda com 104 hectares em regime de comodato. Após reformas necessárias para adaptação à finalidade proposta, a casa foi inaugurada em setembro de 1999.

A Comunidade começou suas atividades em 1999, quando os primeiros residentes chegaram. No início, eram cinco pessoas na administração, com um envolvimento muito forte e pessoal com a questão. O objetivo principal era tirar o dependente do seu círculo, levando-o para essa fazenda, onde ele poderia receber tratamento clínico e psicológico adequado e aprender alguma profissão para que, quando fora da reabilitação, pudesse reconstruir sua vida.

Filiação, convênios e certificados

A Comunidade Terapêutica Bom Pastor é filiada à Fundação Marianense de Educação, entidade filantrópica cadastrada no Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) e é reconhecida como entidade de Utilidade Pública nas esferas federal, estadual e municipal. É filiada também à Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas (FEBRACT) e à Associação Mineira das Comunidades Terapêuticas e Instituições afins (AMCTIA).

A entidade é inscrita ainda no Certificado Nacional dos Estabelecimentos de Saúde (CNES) e registrada na Secretaria de Estado do Trabalho e Ação Social (SETAS).

A Bom Pastor mantêm convênio com a Prefeitura Municipal de Ouro Branco, com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas e Secretaria Estadual de Segurança Pública/Subsecretaria de Políticas sobre Drogas, através da Rede Complementar de Suporte Social de Atenção ao Dependente Químico, no programa SOS Drogas.